bafometro

Em qualquer país do mundo o bafômetro é largamente usado e todos são a favor do seu uso. Só nesse país ridículo existe essa restrição absurda e contraproducente.

E não me venham com essa conversa de “não criar provas contra si mesmo”. Essa lei beira a insanidade. E porque então a pessoa não pode se recusar a fazer o exame de sangue? Esse “entendimento” é uma das primeiras coisas que preciava ser vista nas leis desse país.

E o pior é que esse povo medíocre acha o máximo isso! Enchem a boca para falar para os amigos que não estão nem aí porque tem o “direito” de não fazer bafômetro! É o povo da bagunça mesmo! Eu torço para que esses infelizes morram atropelados por outro “bêbado com direitos”.

Fiquem aí com seus “direitos” que eu vou embora. Vou viver a “infelicidade” de precisar fazer bafômetro em um país com ruas mais seguras.

Anúncios

Para quem ainda acha que eu exagero…

Eu não vou nem me estender neste assunto porque isto não requer nenhuma explicação. Esta lei que criou esse lixo chamado ECAD é uma coisa tão absurda, idiota, mau caráter, desonesta e ignorante que fica até difícil falar sobre isso

A começar que isto não existe em lugar algum do mundo. É produto do isolamento do país e da passividade desse povo medíocre.

Mas digo mais: Brasileiro MERECE isso. É o maior exemplo de que esse povo aceita qualquer coisa. São todos uns cordeirinhos esperando alguém mandar neles. Então paguem e calem a boca. Vocês elegeram quem fez essa lei. Agora engulam, povo medíocre.

E fiquem aí felizes na merda que vocês fizeram, que eu vou embora antes que piore. E vai piorar, muito…

Se você é um pobre sem cultura e não assistiu ao filme “Matrix”, vá atualizar seu perfil inútil no Facebook e não leia o texto abaixo, porque você não vai entender.

Um fato que eu acho interessante no filme é a atitude do personagem Cypher que, apesar de estar “livre” da Matrix e ter consciência dela, decide trair a todos com o objetivo de voltar ao mundo simulado. Mesmo sabendo que nada daquilo é real, ele não se importa. E está disposto a sacrificar outras pessoas para conseguir isso. Mas ao mesmo tempo eu penso: Se o personagem Neo soubesse o que era a Matrix antes, ele escolheria a pílula vermelha?

Hoje é assim que eu me sinto neste país. Eu conheço um americano que por azar está vivendo aqui, e uma das coisas que ele tem me falado é do espanto dele com o isolamento brasileiro em relação ao resto do mundo. E pior: o tremendo descaso dos brasileiros quando ele tenta explicar que o resto do mundo está 10 anos à frente do Brasil, que esta história de “espetáculo do crescimento” é apenas uma ilusão.

Eu entendo perfeitamente o que ele quer dizer. Hoje o país vive uma realidade de ilusão e isolamento. Enquanto em outros países as pessoas têm um acesso maior à informação e produtos de todos os outros países, aqui é um mundo paralelo, onde a nossa economia vive em função de si mesma e o governo exerce um controle absurdo sobre tudo e todos.

E nessa “Matrix brasileira” não adianta querer oferecer a pílula vermelha, pois o nosso “povo Cypher” quer a pílula azul, e está disposto a qualquer coisa para viver essa ilusão.

Aqui vivemos isolados do resto do mundo. Enquanto eles estão lá fora fazendo negócios e ganhando dinheiro, aqui nós damos nosso sangue para sustentar um sistema que só visa nos sugar e nos controlar para que continuemos provendo o sustento deles. E o que ganhamos em troca? Um sonho, uma ilusão. Este é o Brasil.

E não adianta falar que no mundo real as pessoas vivem em cidades melhores, ganham mais, compram produtos mais baratos, com justiça de verdade, têm saúde e estudo de qualidade, porque ninguém está nem aí. Estão felizes sendo gado e acreditando na ilusão. Dê um carro lixo e uma lata de cerveja barata à eles e eles são seus.

Pois bem, meus caros Cyphers, fiquem aí vivendo na ilusão e sendo sugados, pois eu vou tomar a pílula vermelha e rapar fora dessa idiotice, pois o mundo real é bem melhor que essa merda…

Fonte: Briga entre 500 corintianos e palmeirenses deixa dois baleados e quatro detidos

Se estiver acontecendo uma onda de assaltos e assassinatos na sua rua, provavelmente não haverá policiamento disponível para fazer rondas periódicas e prender os culpados. Se você precisar de uma ambulância, é capaz de faltar uma bem neste momento de emergência da sua vida. Mas uma coisa você pode ter certeza: Em jogo de futebol, nunca vai faltar.

Outra coisa que me bota um enorme sorriso sarcástico no rosto é ver a política do país cada vez mais tornar a vida do cidadão um inferno, mas ninguém fazer nada além de reclamar no twitter. Esse negócio de “opinião pública” é passado. Pode sair reportagem na Veja, no Fantástico, no Jornal Nacional, até o Ratinho, que vai continuar tudo na mesma. Brasileiro não se organiza pra nada. Ah, perdão, ele se organiza sim, pra fazer arruaça! Basta um time começar a perder muito que às 11 da manhã de uma quarta-feira não faltarão “manifestantes”. Gente que não tem nada melhor pra fazer do que ir protestar por causa de um time de futebol.

E o que acontece com esse povo? NADA. Sabe porquê? Porque eles estão certos. Eles têm esse direito. A lei pode dizer o contrário, mas a realidade mostra que eles têm esse direito, afinal, ninguém os impede. Eles roubam, matam, quebram, destroem, sujam, ofendem, ameaçam, sem que nada seja feito para impedir. Pior, às vezes vão andando pela cidade com escolta policial e fazendo arruaça.

Solução? NENHUMA! O país é deles! É o país do futebol! Para pessoas como eu, só existe uma saída: O aeroporto.

Fonte: PM faz blitz para acabar com pancadão na periferia de São Paulo

Quer motivo melhor que esse? Um bando de gente porca, sem educação, sem respeito e sem vergonha se aglomerando na porta da sua casa, cometendo inúmeros crimes (furtos, vandalismo, drogas, perturbação), e o errado é você!

E quer saber? Isso não vai acabar NUNCA. Veja, isso não é obra de uma pessoa ou um grupo. Brasileiro não sabe se organizar pra nada. Isso é NATURAL, vem da natureza dessas pessoas. Isso ocorre naturalmente. Esse é o habitat deles. Polícia até tenta, mas não consegue fazer nada. Políticos? Se bobear logo promovem esses eventos atrás de voto (se já não estão fazendo).

Resumindo: Desista. Se você é contra este tipo de coisa, desista. Não há o que fazer. Eles são a maioria. O país é deles. Você que é o intruso.

Definitivamente eu não pertenço à mesma classificação biológica desses seres. Somos espécies diferentes, e jamais conseguiremos conviver juntos. É por isso que eu vou embora.

Hoje vi no supermercado um sujeito bebendo uma lata de cerveja pelos corredores, obviamente sem ter pago ainda. Alguns poderiam dizer “ah, mas ele vai levar a latinha até o caixa e pagar”. Errado: presenciei o mesmo jogando a latinha em um cesto de lixo. E todos nós sabemos que isso é muito comum. Basta se dirigir até à seção de salgadinhos para encontrar uns 5 sacos abertos e vazios. Faz parte da cultura brasileira tirar essa vantagem do supermercado. E ai de quem querer explicar que isso é roubo, pois você pode acabar em um hospital por dizer uma verdade dessas para um cidadão desses.

Mas a coisa está mudando. As coisas estão evoluindo. Eu mesmo pude constatar isso no mesmo supermercado alguns minutos depois. Ao me dirigir para a parte de congelados, vi uma bandeja de sushis aberta e quase toda comida. Inclusive vi na parte de baixo da geladeira pedaços de sushis comidos pela metade. Que chique, não?

Alguém ainda quer me convencer que este é um lugar bom pra se morar? Fica pra você, porque eu vou embora…